incluir texto


Saiba mais ...


Lagoa Saraiva

Saraiva é uma lagoa natural, sendo a mais importante do arquipélago, localizada na Ilha Grande, com cerca de 20 km de comprimento. Sua profundidade atinge de 10 a 12 metros, com águas escuras e limpas. Na lagoa floresce o aguapé e o local é considerado um santuário ecológico propício à reprodução de espécies, assumindo importante papel no equilíbrio do meio ambiente. Em sua atmosfera misteriosa é possível acompanhar uma estrondosa revoada de pássaros nativos ou até mesmo um grupo de macacos. A sua água escura e espelhada dá um tom sacralizado, um lugar perfeito para a contemplação. O acesso a lagoa é realizado por empresas náuticas que oferecem passeios de barco.


Ponte Ayrton Senna

A Ponte Ayrton Senna é um símbolo sobre o Rio Paraná. Está localizada entre as cidades de Guaíra, no estado do Paraná, e Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. É também caminho para o turismo de compras em Salto Del Guairá (Paraguai). Sua construção promoveu a integração das fronteiras agrícolas das regiões Norte e Centro-Oeste com a região Sul do país, que representam uma importante conexão estratégica em termos de logística e intermodalidade. Com extensão de 3.600 metros, ainda é conhecida por ser limítrofe: abaixo da ponte localiza-se o lago de Itaipu e acima da ponte estão localizados o Parque Nacional Ilha Grande e o Rio Paraná em seu único trecho não represado.

Iniciada nos anos 80, a ponte foi inaugurada somente em 24 de janeiro de 1998, após anos de abandono. Por ter sido projetada como ponte de serviço para a Usina de Ilha Grande, projeto iniciado pela Eletrosul e extinto pelo governo Collor (1990), a ponte teve uma alteração em seu projeto que culminou com a curvatura que é uma de suas características. 


Centro Náutico Recreativo (Marinas)

Um parque urbano, um recanto verde e urbanizado, o nosso “Ibirapuera”. Assim também pode ser descrito o Centro Náutico, inaugurado em 1991 pela Itaipu Binacional.

Fazem parte do cenário sete pavilhões dispostos em círculo, reproduzindo uma aldeia indígena, e com escadarias que formam um anfiteatro externo com capacidade para 5.000 espectadores. O teatro remete aos primeiros modelos de teatros da Grécia Antiga, para obter uma melhor acústica e visibilidade. O Centro Náutico é palco de vários eventos, entre eles a Festa das Nações. Popularmente conhecido como Marinas, o espaço possui ainda canchas poliesportivas, marina com atracadouro, lagoa artificial, área de camping, churrasqueiras, banheiros com chuveiros, Centro de Visitantes, entre outros equipamentos, além de área ecológica, com bosque para caminhadas e trilha para a prática do ciclismo e estacionamento para motorhomes.


Ilha São Francisco

A ilha era utilizada para a agricultura com o cultivo de milho, feijão, mandioca, abóbora e arroz. Reflorestada pelo artista plástico e ex-Frei Franciscano Antônio Augusto Sobrinho, conhecido como Frei Pacífico, o local conta com cerca de cinco mil árvores nativas e com uma diversidade de árvores frutíferas, lá você pode encontrar espécies de outras regiões, como o cacau por exemplo. Reza a lenda que quem abraça a enorme seringueira que existe na ilha acaba se casando.

Quem visita a ilha é convidado a plantar uma árvore. Dando continuidade ao trabalho de reflorestamento, iniciado nos anos 80, nesta área, que faz parte do Parque Nacional da Ilha Grande desde 1997. A São Francisco está inserida no plano de manejo, sendo apta a receber turistas, estudantes, pesquisadores e interessados em educação ambiental.

O acesso à ilha é realizado por empresas náuticas que oferecem passeios de barco com visitação, o local dispõe de um galpão para refeições, além de trilha ecológica.


Lagoa Saraiva

Saraiva é uma lagoa natural, sendo a mais importante do arquipélago, localizada na Ilha Grande, com cerca de 20 km de comprimento. Sua profundidade atinge de 10 a 12 metros, com águas escuras e limpas. Na lagoa floresce o aguapé e o local é considerado um santuário ecológico propício à reprodução de espécies, assumindo importante papel no equilíbrio do meio ambiente. Em sua atmosfera misteriosa é possível acompanhar uma estrondosa revoada de pássaros nativos ou até mesmo um grupo de macacos. A sua água escura e espelhada dá um tom sacralizado, um lugar perfeito para a contemplação. O acesso a lagoa é realizado por empresas náuticas que oferecem passeios de barco.


Ponte Ayrton Senna

A Ponte Ayrton Senna é um símbolo sobre o Rio Paraná. Está localizada entre as cidades de Guaíra, no estado do Paraná, e Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. É também caminho para o turismo de compras em Salto Del Guairá (Paraguai). Sua construção promoveu a integração das fronteiras agrícolas das regiões Norte e Centro-Oeste com a região Sul do país, que representam uma importante conexão estratégica em termos de logística e intermodalidade. Com extensão de 3.600 metros, ainda é conhecida por ser limítrofe: abaixo da ponte localiza-se o lago de Itaipu e acima da ponte estão localizados o Parque Nacional Ilha Grande e o Rio Paraná em seu único trecho não represado.

Iniciada nos anos 80, a ponte foi inaugurada somente em 24 de janeiro de 1998, após anos de abandono. Por ter sido projetada como ponte de serviço para a Usina de Ilha Grande, projeto iniciado pela Eletrosul e extinto pelo governo Collor (1990), a ponte teve uma alteração em seu projeto que culminou com a curvatura que é uma de suas características. 


Centro Náutico Recreativo (Marinas)

Um parque urbano, um recanto verde e urbanizado, o nosso “Ibirapuera”. Assim também pode ser descrito o Centro Náutico, inaugurado em 1991 pela Itaipu Binacional.

Fazem parte do cenário sete pavilhões dispostos em círculo, reproduzindo uma aldeia indígena, e com escadarias que formam um anfiteatro externo com capacidade para 5.000 espectadores. O teatro remete aos primeiros modelos de teatros da Grécia Antiga, para obter uma melhor acústica e visibilidade. O Centro Náutico é palco de vários eventos, entre eles a Festa das Nações. Popularmente conhecido como Marinas, o espaço possui ainda canchas poliesportivas, marina com atracadouro, lagoa artificial, área de camping, churrasqueiras, banheiros com chuveiros, Centro de Visitantes, entre outros equipamentos, além de área ecológica, com bosque para caminhadas e trilha para a prática do ciclismo e estacionamento para motorhomes.


Ilha São Francisco

A ilha era utilizada para a agricultura com o cultivo de milho, feijão, mandioca, abóbora e arroz. Reflorestada pelo artista plástico e ex-Frei Franciscano Antônio Augusto Sobrinho, conhecido como Frei Pacífico, o local conta com cerca de cinco mil árvores nativas e com uma diversidade de árvores frutíferas, lá você pode encontrar espécies de outras regiões, como o cacau por exemplo. Reza a lenda que quem abraça a enorme seringueira que existe na ilha acaba se casando.

Quem visita a ilha é convidado a plantar uma árvore. Dando continuidade ao trabalho de reflorestamento, iniciado nos anos 80, nesta área, que faz parte do Parque Nacional da Ilha Grande desde 1997. A São Francisco está inserida no plano de manejo, sendo apta a receber turistas, estudantes, pesquisadores e interessados em educação ambiental.

O acesso à ilha é realizado por empresas náuticas que oferecem passeios de barco com visitação, o local dispõe de um galpão para refeições, além de trilha ecológica.